segunda-feira, 12 de junho de 2017

Protetores solares de rosto para todas as condições de pele


Acne, manchas, pele oleosa, pele seca... É fácil perder-se nos produtos que deve comprar porque fazem todos o mesmo: proteger do sol. Certo? Não. Para cada tipo de rosto há um protetor certo.
Já perdemos a conta ao número de vezes que, no último ano, falámos, sensibilizámos e recomendámos o uso de protetor solar como forma de proteção dos raios UV, escaldões, cancro e envelhecimento precoce. Voltamos a bater na mesma tecla, mas desta vez de um ponto de vista diferente. Será que está a usar o protetor solar certo? Acne, manchas, pele sensível, pele oleosa… Há protetores solares próprios para cada condição de pele e engana-se se acha que basta colocar qualquer um.

Por exemplo, o sol tende a escurecer as marcas do acne — deve usar um protetor solar específico para esta problemática e que vai proteger as marcas com mais eficácia. Dito isto, preparámos um pequeno guião com tudo o que precisa de saber para que, no fim das férias, a sua pele não esteja mais cansada do que antes. Na fotogaleria sugerimos alguns protetores solares para cada condição de pele, para ser mais fácil procurá-los nas prateleiras.

Pele oleosa

Um estudo conduzido pela marca La Roche-Posay confirmou que as pessoas com pele oleosa têm receio de usar protetor solar no dia-a-dia com medo de deixar a pele ainda mais oleosa e brilhante. Mas esse é exatamente o cerne da questão: só tem de encontrar produtos próprios. Se usa, no rosto, um protetor de corpo, é normal que a coisa não corra bem — eles contêm mais emolientes (óleos e gorduras destinadas a ajudar a hidratar a pele) porque foram feitos para cobrir áreas maiores. No rosto, tem de escolher fórmulas não-comedogénicas, anti-brilho e com acabamento seco para controlar a oleosidade.

Pele com tendência acneica

Independentemente dos tratamentos que esteja a fazer para o acne, nunca, nunca, nunca salte o protetor solar com medo de inflamar a pele porque: 1) alguns tratamentos para o acne aumentam a fotossensibilidade da pele, 2) o acne surge exatamente porque as defesas naturais da pele estão reduzidas e, com a exposição solar, vão reduzir ainda mais e 3) a exposição solar pode escurecer as marcas e cicatrizes do acne. Razões importantes para procurar um protetor solar com benefícios adicionais no controlo da oleosidade que, quando aumenta, provoca ainda mais acne.

Pele sensível

Há dois tipos de protetores solares: químicos (em que os ingredientes reagem com a pele e absorvem a luz UV assim que esta penetra) e minerais ou físicos (que bloqueiam os raios UV, não havendo qualquer interação com a pele, ou seja, os ingredientes não são absorvidos pela pele mas sim refletidos). Os protetores minerais acabam por ser menos irritantes e aconselhados para as crianças, grávidas e pessoas com peles sensíveis. É tudo uma questão de ler os rótulos dos protetores solares e procurar pelos minerais.

Pele seca

A pele seca tem tendência a repuxar, a escamar e a tornar-se áspera quando agredida. E o que é que agride mais a pele? O sol. Isso significa que tem de procurar protetores solares com ativos hidratantes potentes, sem perfumes nem corantes irritantes. O objetivo é, ao mesmo tempo que protege a pele, conseguir mantê-la hidratada. As melhores fórmulas são os cremes, as loções e as pomadas.

Pele com manchas e hiperpigmentação

Para quem já tem manchas ou tem uma maior propensão para o seu aparecimento no verão, já existem protetores solares com ação anti-manchas ou para hiperpigmentações persistentes, exatamente porque vão atuar nessa problemática e proporcionar uma proteção mais segura.

Exposição curta VS exposição prolongada

Esta parece ser uma dúvida persistente: se só vai estar 15 minutos ao sol na hora de almoço no café, vale a pena aplicar protetor solar? Sim. Mas, com a ajuda da Skin Cancer Foundation, explicamos:

Em exposições curtas: falamos de uma exposição de 10 minutos a uma hora e um FPS 15 é geralmente suficiente porque vai filtrar cerca de 93% da radiação UV. Para estas exposições, deve procurar protetores solares de amplo espectro, o que significa que vão bloquear efetivamente grande parte de ambos os UV: os UVA e o UVB.
Em exposições prolongadas: falamos de tardes ao sol, na piscina, na praia, e aqui são obrigatórios os protetores solares de amplo espectro, resistentes à água e sempre superior a FPS 30 (filtram até 97% da radiação UV) e FPS 50 (filtram até 98% da radiação).


Pele oleosa e acneica: Anthelios XL Anti-Brilho de La Roche-Posay. PVP. 18€

Pele sensível: Crème Minérale SPF 50 de Avène. PVP. 17€


Pele com manchas: Idéal Soleil 50+ Anti-Dark Spots e Vichy. PVP. 22€


Pele seca: Photoderm MAX Crème SPF 50+ de Bioderma. PVP. 19€


Helena Magalhães/Observador

3 comentários:

  1. Eu uso o da La rocha para o rosto durante todo o ano!

    Isabel Sá
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar
  2. Este post veio mesmo a calhar visto que ando à procura de um! :)
    Beijinho

    ResponderEliminar