Mostrar mensagens com a etiqueta Skincare. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta Skincare. Mostrar todas as mensagens

segunda-feira, 23 de abril de 2018

CeraVe


A CeraVe chegou finalmente a Portugal. Esta marca americana é muito reconhecida no meio dermatológico. Composta por produtos enriquecidos com ceramidas e ácido hialurónico - que hidratam e reparam a barreira cutânea - e sem perfumes ou irritantes, é indicada para peles sensíveis e/ou atópicas. Apesar de serem indicados a peles sensíveis e reactivas, qualquer pessoa pode usar estes produtos. Além disso a CeraVe  tem preços bastante simpáticos.

sexta-feira, 30 de junho de 2017

Ácidos


Durante muito tempo o uso dos ácidos foi segredo guardado a sete chaves entre farmacêuticos, químicos e dermatologistas. Hoje em dia, é comum que um cosmético eficaz tenha pelo menos um ácido na fórmula. Não à toa. Eles são matéria-prima essencial para a maioria dos tratamentos tópicos, seja em cosméticos ou no consultório, como é o caso dos peelings químicos. Quimicamente falando, são substâncias com diversas propriedades, assim denominadas por terem pH menor do que 7.0, que é bem próximo ao da pele. O pH é a única característica comum aos ácidos, porque na prática eles têm funções diferentes como a de clarear, prevenir envelhecimento, combater oleosidade e até hidratar profundamente. Tudo depende de como são utilizados. O ácido glicólico e o salicílico, só , podem ser usados em peelings, com um pH muito mais baixo do que o da pele, esse processo causa descamação e promove a renovação celular por efeito químico, que leva à produção de novo colágeno. Assim, dependendo da concentração dos ácidos e do ph da fórmula, podem ser tratados casos de envelhecimento avançado ou manchas resistentes, por exemplo.

 
As fórmulas manipuladas à base de ácidos, prescritas por um médico – por serem personalizadas de acordo com a necessidade da pele e poderem ter concentrações um pouco maiores do que os cosméticos prontos – são, sem dúvida, mais eficazes que os produtos industrializados, que, por sua vez, vale ressaltar aqui, também são eficazes e podem ser suficientes, dependendo da situação. 

Benefícios dos ácidos mais comuns
A diferença entre os ácidos mais utilizados, em tratamentos tópicos e industrializados, e saiba que benefícios cada um deles promove na pele:

Glicólico – Está contido nas fórmulas de diversos produtos de tratamento, tem a função de renovação celular, estímulo da produção de colágeno, atua no fechamento dos poros e revitaliza a pele.

Salicílico – É um dos mais antigos nas formulações da indústria cosmética.Tem função queratolítica, que leva a uma descamação da camada superficial da pele promovendo a renovação celular. Também atua no controle da atividade da glândula sebácea, sendo muito útil para tratar pele oleosa ou com acne. Também tem indicação para manchas superficiais e poros dilatados.

Hialurônico – Na verdade, o ácido hialurônico é um componente natural da pele.Aplicado topicamente proporciona hidratação, impedindo a perda de água . Essa ação faz da substância um potente hidratante. Também é utilizado como ativo preenchedor, quando injetado, o que melhora o aspecto das rugas e da flacidez facial.

Retinoico – Promove os mesmos efeitos do ácido glicólico, porém é mais potente. É o ativo antienvelhecimento mais eficaz que existe. Age profundamente na pele, aumentando a produção de colágeno. Assim, melhora a aparência geral da pele, diminui as rugas, as manchas e melhora a textura de um modo geral. Geralmente é associado a clareadores e muito usado nos peelings químicos.

Kójico – É um dos mais recentes usados pela indústria cosmética. Sua função é clareadora, pois atua como um inibidor das etapas de formação da melanina.

Ferúlico – Também é recente a utilização de seus benefícios em cosméticos. É um agente antioxidante, previne o envelhecimento e ameniza a ação dos raios ultravioletas na pele.É um dos ácidos mais suaves, indicado para peles jovens. Melhora o viço e a textura da pele.

Do UOL

terça-feira, 20 de junho de 2017

Sabes que erros cometes ao aplicar os teus cremes diários?


Sejamos sinceros, estamos em 2017, e a nossa obsessão por ter a pele mais perfeita do mundo não podia ser maior. O desejo é tanto, que algumas de nós se tornaram verdadeiras experts no assunto, enquanto outras, bem, nem tanto… Afinal de contas, quantas vezes viste a rotina diária de alguém e pensas-te : Esta pessoa está louca? Aplicar o hidratante na pele, depois de uma esfoliação sem a deixar acalmar ou sequer usar um tónico?

Gastamos dezenas de euros em cremes hidratantes, máscaras faciais, anti-rugas, cremes anti-olheiras, esfoliantes, tónicos, séruns… Enfim, a lista pode continuar sem que nunca acabe (praticamente). Mas mesmo assim, deparamo-nos várias vezes com a dificuldade de saber qual a ordem correta de aplicação destes produtos (nada baratos). E sim, a ordem com que os aplicamos é bastante importante.

É importante desmistificar tudo, e trazer luz a este assunto, explicando qual a ordem correta para aplicar todo o tipo de cremes (e mais algum) para termos uma pele de fazer inveja.
Prepare-te para tirar apontamentos, e ficar surpreendida.

Remover a Maquilhagem
O primeiro passo em qualquer rotina, começa por remover qualquer tipo de resíduo de maquilhagem da cara, usando um produto próprio. Ainda assim, isto pode nem sempre ser suficiente. É natural (por exemplo) a base deixar alguns resíduos.

 Líquido de Limpeza
O ideal é usar algum tipo de produto que possa/deva ser lavado com água, para garantir que não fica nada na cara.

Esfoliação
Agora que a tua pele se transformou numa tela em branco, passa para a esfoliação. Essencial para remover células mortas e outro tipos de impurezas. O ideal é fazê-lo uma ou duas vezes por semana. É o suficiente. E não exageresnos movimentos circulares, para não danificar a pele.

Tónico
Aqui começa a parte complicada. Existem duas formas do aplicar o tónico: se o teu tónico tiver alguma propriedade hidratante deves aplicá-lo antes da máscara; se esse não for o caso deve ser aplicado depois da máscara, para devolver à pele o seu PH natural.

 Máscara Facial
Não importa se é detox ou hidratante, para que este produto faça efeito, o importante é a pele estar completamente limpa (é por isso que os passos anteriores são tão importantes). O ideal é removê-la com um pano húmido e morno.

Creme de Olhos
Para que possas tirar proveito de todos os benefícios deste anjo caído do céu que nos tira os olhos de panda, o ideal é usá-lo depois da máscara para que a pele o absorva sem que se misture com o hidratante.

Sérum
Se usas sérum, o melhor é aplica-lo nesta fase. Assim a sua pele pode absorver melhor os seus ingredientes concentrados. O ideal será usar um que seja de consistência leve, para que a pele o absorva mais rápido.

Hidratante
Toda a gente (ou quase toda) usa creme hidrante. Mesmo que não se importem com tudo o resto que foi descrito anteriormente. É sem sombra de dúvida um dos passos mais importantes de todos, ajudando a prevenir a pele seca e até mesmo o aparecimento de acne. Contudo é preciso ter cuidado para não exagerar na quantidade que utilizas.

Protetores Solares
Depois de todos estes passos chegou finalmente a hora do toque final um creme com proteção solar, mínimo fator 30.

Via: Elle.pt

segunda-feira, 12 de junho de 2017

Protetores solares de rosto para todas as condições de pele


Acne, manchas, pele oleosa, pele seca... É fácil perder-se nos produtos que deve comprar porque fazem todos o mesmo: proteger do sol. Certo? Não. Para cada tipo de rosto há um protetor certo.
Já perdemos a conta ao número de vezes que, no último ano, falámos, sensibilizámos e recomendámos o uso de protetor solar como forma de proteção dos raios UV, escaldões, cancro e envelhecimento precoce. Voltamos a bater na mesma tecla, mas desta vez de um ponto de vista diferente. Será que está a usar o protetor solar certo? Acne, manchas, pele sensível, pele oleosa… Há protetores solares próprios para cada condição de pele e engana-se se acha que basta colocar qualquer um.

Por exemplo, o sol tende a escurecer as marcas do acne — deve usar um protetor solar específico para esta problemática e que vai proteger as marcas com mais eficácia. Dito isto, preparámos um pequeno guião com tudo o que precisa de saber para que, no fim das férias, a sua pele não esteja mais cansada do que antes. Na fotogaleria sugerimos alguns protetores solares para cada condição de pele, para ser mais fácil procurá-los nas prateleiras.

Pele oleosa

Um estudo conduzido pela marca La Roche-Posay confirmou que as pessoas com pele oleosa têm receio de usar protetor solar no dia-a-dia com medo de deixar a pele ainda mais oleosa e brilhante. Mas esse é exatamente o cerne da questão: só tem de encontrar produtos próprios. Se usa, no rosto, um protetor de corpo, é normal que a coisa não corra bem — eles contêm mais emolientes (óleos e gorduras destinadas a ajudar a hidratar a pele) porque foram feitos para cobrir áreas maiores. No rosto, tem de escolher fórmulas não-comedogénicas, anti-brilho e com acabamento seco para controlar a oleosidade.

Pele com tendência acneica

Independentemente dos tratamentos que esteja a fazer para o acne, nunca, nunca, nunca salte o protetor solar com medo de inflamar a pele porque: 1) alguns tratamentos para o acne aumentam a fotossensibilidade da pele, 2) o acne surge exatamente porque as defesas naturais da pele estão reduzidas e, com a exposição solar, vão reduzir ainda mais e 3) a exposição solar pode escurecer as marcas e cicatrizes do acne. Razões importantes para procurar um protetor solar com benefícios adicionais no controlo da oleosidade que, quando aumenta, provoca ainda mais acne.

Pele sensível

Há dois tipos de protetores solares: químicos (em que os ingredientes reagem com a pele e absorvem a luz UV assim que esta penetra) e minerais ou físicos (que bloqueiam os raios UV, não havendo qualquer interação com a pele, ou seja, os ingredientes não são absorvidos pela pele mas sim refletidos). Os protetores minerais acabam por ser menos irritantes e aconselhados para as crianças, grávidas e pessoas com peles sensíveis. É tudo uma questão de ler os rótulos dos protetores solares e procurar pelos minerais.

Pele seca

A pele seca tem tendência a repuxar, a escamar e a tornar-se áspera quando agredida. E o que é que agride mais a pele? O sol. Isso significa que tem de procurar protetores solares com ativos hidratantes potentes, sem perfumes nem corantes irritantes. O objetivo é, ao mesmo tempo que protege a pele, conseguir mantê-la hidratada. As melhores fórmulas são os cremes, as loções e as pomadas.

Pele com manchas e hiperpigmentação

Para quem já tem manchas ou tem uma maior propensão para o seu aparecimento no verão, já existem protetores solares com ação anti-manchas ou para hiperpigmentações persistentes, exatamente porque vão atuar nessa problemática e proporcionar uma proteção mais segura.

Exposição curta VS exposição prolongada

Esta parece ser uma dúvida persistente: se só vai estar 15 minutos ao sol na hora de almoço no café, vale a pena aplicar protetor solar? Sim. Mas, com a ajuda da Skin Cancer Foundation, explicamos:

Em exposições curtas: falamos de uma exposição de 10 minutos a uma hora e um FPS 15 é geralmente suficiente porque vai filtrar cerca de 93% da radiação UV. Para estas exposições, deve procurar protetores solares de amplo espectro, o que significa que vão bloquear efetivamente grande parte de ambos os UV: os UVA e o UVB.
Em exposições prolongadas: falamos de tardes ao sol, na piscina, na praia, e aqui são obrigatórios os protetores solares de amplo espectro, resistentes à água e sempre superior a FPS 30 (filtram até 97% da radiação UV) e FPS 50 (filtram até 98% da radiação).


Pele oleosa e acneica: Anthelios XL Anti-Brilho de La Roche-Posay. PVP. 18€

Pele sensível: Crème Minérale SPF 50 de Avène. PVP. 17€


Pele com manchas: Idéal Soleil 50+ Anti-Dark Spots e Vichy. PVP. 22€


Pele seca: Photoderm MAX Crème SPF 50+ de Bioderma. PVP. 19€


Helena Magalhães/Observador

quinta-feira, 8 de junho de 2017

All Beauty Intense Creme Hidratante de Noite


El Corte Inglés lançou a All Intense , marca própria de cosmética farmacêutica low cost. Existe uma gama bastante grande de produtos mas como andava a procura de um creme de noite resolvi comprar este Creme Hidratante de Noite para testar.


A gama de cuidados e tratamentos faciais All Beauty Intense foi desenvolvida por um laboratório suíço incorporando as mais recentes inovações em ingredientes activos nas suas fórmulas.
O Creme Hidratante de Noite promove o processo de regeneração natural durante a noite, suaviza e relaxa a pele contribuindo para a sua restauração durante a noite.
A formula enriquecida com flores de amendoeira e óleo de abacate, favorecem o processo natural de regeneração da pele devido ao seu efeito calmante e hidratante.
Deve ser aplicado todas as noites sobre a pele limpa do rosto e pescoço, usando leve massagem circular até completa absorção.


As primeiras impressões posso dizer que adorei a textura do creme, assim como a sua rápida absorção, o rosto ficou bastante suave. Comprei há uns dias, por isso ainda não tenho uma opinião definitiva mas até agora a experiência tem sido positiva. No entanto tenho que testar durante mais algum tempo antes de fazer um review completo, depois conto tudo.



segunda-feira, 5 de junho de 2017

Pele e cabelo de verão:


Limpa a pele do rosto todos os dias, de manhã e à noite. Não vale deixares-te vencer pela preguiça: este é um gesto fundamental durante todo o ano! Só tens de escolher entre lavagem com águas micelares, leites de limpeza, ou simplesmente com água e produtos adequados. Lava o rosto com suaves movimentos circulares. A tua pele agradece!


Tónico, para que te quero?! Embora em algumas peles, sobretudo mais acneicas, se possa remover um pouco mais a oleosidade, ou socorrer as peles mais sensíveis com substâncias calmantes, este não é imprescindível.


Prefere a água fria ou morna. O banho com água muito quente deslipida a pele, ou seja, retira as gorduras naturais que são vantajosos para esta cumprir corretamente a sua função barreira. O banho serve apenas para remover a sujidade, mas não deve remover a gordura natural da pele.



Cuidado com o secador! O calor excessivo proveniente de secadores e pranchas alisadoras danifica a haste capilar. Se não queres abdicar deles, utiliza-os com cautela e usa e abusa dos protetores de calor. Caso contrário, arriscas-te a deixar os cabelos eriçados, partidos, e com a fibra danificada.


Escolhe um método de depilação suave. Não deves aplicar cera na véspera ou no dia da exposição solar. Em relação ao laser, desde que esperes um ou dois dias antes de ir à praia, e não tenha ocorrido nenhuma complicação, pode ser realizado. Deves, no entanto, interromper as sessões durante o verão, já que o sucesso do mesmo implica uma pele o menos bronzeada possível.


Pintura e madeixas, sim ou não? Atualmente, os produtos utilizados neste tipo de intervenções são bastante suaves, no entanto, há que considerar que este processo é mais uma agressão ao cabelo. Podes sempre abrandar a frequência habitual, ou deixar o cabelo “descansar” durante os meses de verão, agendando uma mudança de visual para a rentrée!


Via Delas

quarta-feira, 10 de maio de 2017

A importância de conhecermos a nossa pele.


É muito importante saber qual é o nosso tipo de pele porque os tratamentos, cremes e cuidados diários , são muito mais eficazes quando são os indicados para cada tipo de pele .
Sempre achei difícil encontrar produtos que me permitissem uma rotina fácil e eficaz no que diz respeito a cuidado da pele. Só recentemente é que percebi que tenho uma pele mista, com tendência a alguma oleosidade, e que, o meu rosto revelava algumas zonas desidratadas, a necessitar de um cuidado específico. E uma pessoa pode ter pele oleosa e desidratada ? Pode sim!! Uma pele, com algum óleo em excesso, pode ter falta de água. O facto de agora conhecer bem melhor o meu tipo de pele ajuda-me fazer a escolha acertada no que diz respeito ao meu rosto. O segredo para conquistar o rosto perfeito? Limpar, hidratar e proteger são tarefas diárias e obrigatórias.
A minha pele merece!