terça-feira, 26 de agosto de 2014

Pensamento da noite


Ao invés de espalhar fofoca, maldade e intriga, vamos espalhar amor. Pequenos momentos bons. Pequenos prazeres. Pequenos olhares amigos. Pequenos trechos de livros. Pequenas palavras verdadeiras. E pequenos gestos.Tudo isso parece pouco, mas o pequeno vira GRANDE num instante, basta a gente querer.
Tem tanta gente com o coração endurecido, emoções rasgadas e sentimentos torcidos neste mundo. Ao invés de espalharem e buscarem amor, distribuem socos, gritos, pontapés e palavras duras. Tudo isso pra quê? Pra tentar esquecer um pouco a dor que alfineta e lateja por dentro? Ei, meu amigo, isso não traz aquela serenidade boa quando a gente deita a cabeça no travesseiro antes de dormir. Pelo contrário: só traz pesadelos.
Você não precisa me encher de elogios, aplaudir ou sorrir quando cruzo seu caminho. Apenas seja educado, respeite meu espaço e meu limite, assim como respeito o seu. Pequenos goles de civilidade sempre caem bem.

Clarissa Corrêa

Sem comentários:

Enviar um comentário